sobre multiversos e um jogo de war

O PRETEXTO

João. Inês. Aníbal. Sílvia. Jacira. Tomás.

Todos sentam a mesa depois de acabarem com o último engradado de Skol.

Como é de tradição, chega a hora de jogar War.

“Pessoal, quem fecha uma pizza?”

João e Jacira, calabresa. Aníbal, catupiry. Tomás, Inês e Sílvia, mozzarella.

Antes que o leitor pense que este conto se trata de um problema de matemática já o informo que não. Se trata de uma discussão sobre o espaço-tempo bem como a teoria dos “multiversos”.

Retomando.

“Gente, em 20 o motoboy chega. Já querem ir montando o tabuleiro, dividindo as peças, etc?”

Todos sentados, começam a distribuir as cartas.

Colocam o dinheiro em cima da mesa. Duas pizzas, R$ 47,90.

Campainha.

Tomás encara os outros amigos.

“Quem vai buscar?”

“Eu fiz o pedido!”

“Eu cedi a casa”

“Ah gente, vamos ser democrático vai! Vamos jogar o dado para ver quem vai!”

Seis pessoas, seis lados.

Todos concordam.

“Vamos lá!”

E jogam o dado.

Pausa.

Neste exato momento em que o dado está no ar, existem seis possibilidades diferentes de história. Uma com cada um dos integrantes da mesa.

Claro, só uma poderia existir caso esta fosse uma história real, mas como não o é, poderei esboçar o que aconteceria com cada um.

AS POSSIBILIDADES

“Vai lá, Inês”

Inês sai da mesa com o dinheiro na mão.

No meio do caminho, ela tropeça no tapete e cai no chão.

Um corte abre em sua cabeça.

Ela vai pro hospital e recebe a notícia que está com um coágulo na cabeça.

 

“Vai lá, Aníbal”

Aníbal sai da mesa reclamando.

Pega o dinheiro e, antes de atender a porta, vai ao banheiro.

Na hora de dar a descarga, deixa cair o dinheiro na privada.

Envergonhado, ele sai do banheiro e pede desculpas aos amigos.

Ele nunca mais iria ser convidado a jogar War.

 

“Vai lá, Sílvia”

Sílvia sai da mesa com o dinheiro na mão.

Abre a porta para pegar a pizza.

O motoboy era lindo e o que seria algo rápido, como pegar uma pizza, torna-se uma grande jogada de charme.

Os dois começam a sair na semana seguinte, e Sílvia assume que descobriu o amor da sua vida.

 

“João, vai lá”

João sai da mesa com o dinheiro na mão e o maço de cigarro na outra.

Abre a porta, paga a pizza e se despede do motoboy.

Antes de entrar, fuma um cigarro.

É assaltado.

 

“Jacira, vai lá”

Jacira sai da mesa e diz que paga com o cartão dela e depois pega o dinheiro.

Paga o motoboy, pega a pizza e volta para a casa.

No caminho para a mesa, percebe que Tomás está com algumas peças de exército na mão, prestes a trapacear no jogo.

 

“Tomás, vai lá”

Resmunga sobre o jogo e diz que quer jogar outra coisa.

Pega o dinheiro, abre a porta e paga o motoboy.

No caminho para a mesa, vê que esqueceu de pedir o troco.

Todos comem pizza.

A JUSTIFICATIVA

Uma das teorias dos multiversos garante que vivemos em uma realidade específica e que desconhecemos as outras versões de uma mesma ideia. O tempo, bem como o universo que nos cerca, nada mais é que uma das realidades distintas das quais vivemos. Tudo pode ser o futuro, pois nada é certo no simulacro do presente e o passado deixa de existir, por mais que tentemos conservá-lo.

Obs: Este texto foi baseado em um episódio da série norte-americana “Comunity”

Generic selectors
Exatamente
Procurar Titulos
Procurar no Conteúdo
Procurar nos posts
Procurar nas Páginas

OUTRAS DO BLOG

Download WordPress Themes
Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
Premium WordPress Themes Download
free download udemy paid course
download lenevo firmware
Download Nulled WordPress Themes
lynda course free download