NÓS, ARTISTAS

onda#15
A segunda parte da trilogia que investigará o que é o artista, a ONDA#15 abre o estúdio para artistas de todas as modalidades com diversas experiências.
A dinâmica do open mic, comum em clubes de comédia que abrem seu palco para iniciantes, busca refletir criticamente a criação artística e as diferentes formas de reconhecimento. Se reconhecer como artista é o suficiente?

EDITORIAL

Inspirados pelo livro O QUE É UM ARTISTA?, da autora Sarah Thornton, decidimos fazer uma trilogia de ONDAs (#14, #15 e #16) a fim de refletir a questão do ARTISTA.
Em cada ONDA um olhar sobre o artista. Para isso, partiremos de três olhares diferentes em cada uma das ONDAs.
Na ONDA#14 – EU, ARTISTA, convidamos a performer Luanna Jimenes para desenvolver sua nova performance. Afirmando nossa confiança em seu trabalho, ela convidou artistas africanos como Edo Amassize, Shambuyi Wetu e Graça ‘Doneta para se apresentar.
Agora, na ONDA#15 – NÓS, ARTISTAS queremos refletir sobre nós, que nos consideramos artistas. Que acreditamos que o que fazemos é arte. Renomados ou anônimos, entraremos no ATRAVES\\ pelo período de 4 dias. O ATRAVES\\ fará um open mic, em que artistas de diferentes técnicas, conhecimentos, idades, raças e estilos, entrarão no nosso espaço e desenvolverão uma peça, um processo criativo. Queremos refletir se todos que se envolvem com arte são artistas.
Ao final da trilogia, esperamos fechar o ano inspirando as pessoas e incentivando o desenvolvimentos dos processos criativos e a produzir a sua arte. A produção da arte é necessária e urgente. Quanto mais arte, mais amor e mais mentes abertas na sociedade.
Mas afinal, quem faz a arte senão o artista? E o artista é quem se reconhece como tal ou quem é validado por terceiros?

[topo]

PATRICIA CELANTI

A bailarina neoclássica Patricia Celanti apresentou um pouco do seu talento com a dança, em três apresentações que passaram pelo clássico ao contemporâneo. Ao se apresentar no ATRAVES\\, a bailarina achou difícil ter um ponto de referência dentro do estúdio branco e sem cenário, então teve uma dose a mais de controle do corpo.

“Me reconheci como artista aos 3 anos de idade quando vi os braços de uma professora de ballet, entendi a força que existia por trás daquilo e decidi seguir esse caminho.”

[topo]

FERNANDA PEREZ E LUIS DALTRO

A performance realizada pela atriz Fernanda Perez e pelo músico Luís Daltro envolveu expressão corporal, poesia e música. Eles são vizinhos de apartamento, o que facilitou o encontro e o ensaio da apresentação.

“Trabalho diariamente com teatro desde 1994. Me dedico as artes cênicas em diferentes projetos e diferentes processos criativos. A arte é o meu dia a dia, meu cotidiano.” – Fernanda Perez

“Nossa apresentação demandou muito ensaio. Ela tem mais facilidade com decorar as falas por ser atriz, mas para mim é bem pouco natural.” – Luis Daltro

[topo]

GUILHERME GODOY

O videomaker e multiartista Guilherme Godoy utilizou a técnica de lightpainting para fotografar e criar retratos de seus convidados.

“Eu me reconheço como produtor de arte desde quando eu realizei as primeiras filmagens de família e foram reconhecidas como diferentes, fora do padrão. Meu processo criativo depende do local onde estou, alterando o modo como eu crio. Estando presente, observo o que tenho a disposição e produzo a minha arte”

[topo]

DANIEL ELIAS

O artista circense Daniel Elias apresentou sua arte usando um mastro dentro do nosso estúdio.

“Sou um artista de circo. Tem gente que já nasce sendo artista, o que não foi meu caso, mas em algum momento da minha vida a arte me pegou. Sempre gostei de artes cênicas. Achei que o circo era um caminho para fazer o teatro, mas o trabalho do corpo acrobático foi o que me fascinou.”

[topo]

INSTITUTO OLGA KOS

O Instituto Olga Kos de Inclusão Cultural, representado por Márcia de Carvalho, realizou um trabalho envolvendo fotografia, impressão e intervenção com tintas com participação de cinco alunos do instituto. A proposta é de expandir a possibilidade de expressão artística para todos.

“Nos últimos 15 anos me voltei para a arte inclusiva, encontrando um público que tem pouco contato com a arte. Quero levar a arte para todas as pessoas, transformando-as. Se todo mundo fizesse mais arte, viveríamos em um mundo melhor.” – Márcia de Carvalho

[topo]

ZANELLA E ADACHI

O artista visual Alberto Zanella e o músico Mauricio Adachi configuraram uma vídeo-instalação conjugando, ao vivo, projeção e música. Foi o primeiro encontro entre esses artistas que já se admiravam e prometeram dar continuidade na parceria dentro que surgiu aqui.

“Se considerar um artista é uma pretensão. Eu produzo conteúdo, gosto de expor dentro do que eu considero que é certo. Se produção de conteúdo, se eu disser que tudo o que eu expresso é arte, então eu sou um artista.” – Alberto Zanella

“Não me apresento como artista, mas sou um grande interessado pelo o mundo da arte em suas diversas manifestações e tive coragem de me envolver com esse mundo, de participar do jogo.” – Mauricio Adachi

[topo]

MILLENA ROSADO E CLARA COUTINHO

A fotógrafa Millena Rosado e a artista plástica Clara Coutinho se reuniram para criar uma série de retratos misturando técnicas diferentes como fotografia e pintura sobre vidro.

“Sempre tenho uma necessidade de estar fotografando. Esse sentimento me toma e não consigo passar muito tempo sem fotografar. Quando tenho uma ideia, quero torná-la real o mais rápido possível.” – Millena Rosado

“A arte é uma força super transformadora. Foi a forma que eu encontrei de me libertar e despir das minhas inseguranças e medos, estou em constante transformação. Deixando eu ser como eu realmente sou, me descobrindo.” – Clara Coutinho

[topo]

DOCUMENTAÇÃO

A documentação ficou por conta do COLETIVO MONDROBO, um grupo audiovisual independente de produção de curta-metragens fundado por ex-alunos de cursos como o É Nóis na Fita, Kinoforum e Cine Inclusão. Eles foram os responsáveis pela captação de todos os artistas que se apresentaram durante a ONDA.

“Nos conhecemos em oficinas de audiovisual, formamos um coletivo e hoje já contamos com seis pessoas, cada um atuando em sua área específica.”

[topo]

ARTISTAS e COLABORADORES

[topo]

RE-INPIRAÇÕES

[topo]

Download WordPress Themes Free
Download Nulled WordPress Themes
Download Nulled WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
udemy free download
download lenevo firmware
Free Download WordPress Themes
lynda course free download