COLAB#11
SINAIS E ABSTRAÇÃO INFORMAL

MAM-SP + ATRAVES
Neste encontro entre o ATRAVES\\ e o MAM – SÃO PAULO, registramos duas exposições que, juntas, fazem um panorama geral da arte abstrata brasileira: “Sinais/Signals” e “Oito décadas de abstração informal”. Tudo isso registrado por dois jovens e talentosos diretores.

EDITORIAL

Em parceria com o MAM – São Paulo, o ATRAVES\\ registra as duas exposições que abrem o ano de 2018 para o museu – “Sinais/Signals” e “Oito décadas de abstração informal”.
Ambas refletem as diversas facetas da arte abstrata no Brasil:
A mostra “Sinais/Signals” é um recorte da obra de Mira Schendel, artista polonesa fundamental no universo da arte moderna brasileira. Com curadoria de Paulo Venâncio Filho, a mostra teve a expografia realizada pela arquiteta Beatriz Falleiros, designer do MAM. O teaser fica por conta do diretor Tiago Lage, cineasta de formação com especialidade em fotografia e montagem.
Já a mostra “Oito décadas de abstração informal” é um panorama completo do estilo no Brasil em diversos períodos e marca o início da parceria entre o MAM – São Paulo e a Casa Roberto Marinho. A curadoria foi realizada pelos curadores Felipe Chaimovich e Lauro Cavalcanti. Bruno Pinheiro, diretor recém formado em cinema pela FAAP, é o responsável pelo teaser.
Conheça mais das diversas manifestações da arte abstrata brasileira, visite o MAM até o dia 22 de Abril!

[topo]

AS EXPOSIÇÕES

A abertura de ambas as exposições – “Oito décadas de abstração informal” e “Sinais/Signals” – aconteceu no dia 16 de janeiro, no MAM – São Paulo. Na ocasião, conversamos com os curadores Lauro Cavalcanti e Felipe Chaimovich, responsáveis pela seleção de obras do acervo do Instituto Casa Roberto Marinho e do MAM – São Paulo, respectivamente. Eles falaram sobre a importância em revisitar a produção abstrata informal brasileira.

Encontramos também com Paulo Venâncio Filho, o curador da mostra Sinais/Signals, seleção de obras da artista Mira Schendel que apresenta a natureza singular da obra gráfica da artista em diferentes suportes. Ele falou sobre a ideia de não realizar uma retrospectiva, mas abordar um recorte específico da obra da artista.

Recebemos, em nosso estúdio, a arquiteta Beatriz Falleiros. Ela é designer do MAM – São Paulo e a responsável pela expografia – conjunto de características espaciais que compõem o espaço físico da exposição – da mostra “Sinais/Signals” de Mira Schendel.

Essa foi sua primeira experiência no MAM e afirmou que:

“A grande vantagem de trabalhar no MAM foi poder trocar muito com o curador Paulo Venâncio. Mencionei o uso dos tecidos e ele achou que tinha tudo a ver. Fomos afinando os detalhes em poucas semanas.”

[topo]

PROCESSOS DOS DIRETORES

Para a criação das peças promocionais e documental das exposições convidamos o cineasta, diretor de fotografia e montador – Tiago Lage – para a exposição “Sinais/Signals” da Mira Schendel e o também cineasta e montador – Bruno Ribeiro – para a peças relacionadas com a exposição “Oito décadas de abstração informal”.

O diretor Tiago Lage realizou um processo de criação de imagens experimental, emulando o processo de Mira Schendel em suas criações. O resultado é parte do seu teaser para a exposição ‘Sinais/Signals’. Já o diretor Bruno Ribeiro trabalhou com imagens macro das obras da exposição e chamou uma parceira criativa, a diretora de som Marina Calvão, para assistí-lo no desenvolvimento de uma trilha sonora para o teaser da exposição “Oito décadas de abstração informal”. Ela trouxe diversas referências do jazz.

[topo]

ARTISTAS e COLABORADORES

[topo]

RE-INPIRAÇÕES

[topo]

Free Download WordPress Themes
Download Nulled WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download Best WordPress Themes Free Download
lynda course free download
download lava firmware
Download Nulled WordPress Themes
free download udemy paid course