o museu andarilho

Os museus, como profetizavam os artistas do futurismo italiano, estão definhando. O espaço expositivo deve ser como toda a construção social: mutável, adaptável. Como apresentar as obras de arte contemporânea se ainda nos utilizamos de estruturas do século XVII?

O artista plástico e mineiro Jorge Fonseca (a.k.a Jorge K), inquietado com o status quo, criou uma obra que discute tanto o acesso a arte quanto o próprio espaço expositivo. O Fiotim é um museu sobre rodas que viaja pelo Brasil com o objetivo de dar ao público brasileiro aquilo que lhes pertence: acesso a cultura e arte.

As obras ficam expostas de forma lúdica e interativa e contam com um apresentador, Jorge K, além de performances por artistas convidados. A fórmula do projeto lhe garantiu o prêmio de 1º lugar na categoria “Conexão Circulação” da Funarte e uma indicação ao prêmio PIPA (Prêmio Investidos Profissional de Arte), cujo o vencedor é decido pelo voto popular.

Os espaços de exposições devem estar lado a lado com a sociedade e suas mudanças. Pois agora, mais do que nunca, precisamos de museus que democratizem, que acolham e que, principalmente, caminhem.

Generic selectors
Exatamente
Procurar Titulos
Procurar no Conteúdo
Procurar nos posts
Procurar nas Páginas

OUTRAS DO BLOG

Download Premium WordPress Themes Free
Download Best WordPress Themes Free Download
Download Premium WordPress Themes Free
Premium WordPress Themes Download
online free course
download xiomi firmware
Free Download WordPress Themes
download udemy paid course for free