GISELA MOTTA E LEANDRO LIMA

A dupla criou um vídeo, com uma câmera high speed, que integrou o protótipo da instalação SUBLIMAÇÃO. A instalação era um trabalho que já existia na imaginação da dupla mas foi concebida e afinada dentro do estúdio do ATRAVES\\

A instalação quer refletir sobre os limites da realidade na simulação, além da característica vital e, ao mesmo tempo, opressora da atmosfera.

Para Gisela Motta e Leandro Lima, o compartilhamento do processo criativo é tão sem lei como a dinâmica do amor.

Eles são parceiros há mais de 15 anos, desde que se conheceram na Escola de Artes Visuais (FAAP), e fazem obras de arte interativas desde então.

No início, eles trabalhavam principalmente com vídeo, em parte pelo acesso que tinham a ferramentas de gravação e edição, mas também por causa da paixão de ambos pelo cinema. A dinâmica de seu relacionamento é muitas vezes explorada em suas peças, e às vezes eles até se utilizam como personagens. Tecnologia, para Gisela e Leandro, é um processo de conceitos, de descoberta e resolução de problemas que ainda não foram explorados. Ao mesmo tempo, eles querem pensar sobre as questões da vida cotidiana.

Trabalhos NotáveisArco-Íris (2012); Anti-Horário(2011); Shut Up (2011); Zero Hidrográfico (2010);M Para Matar (2009); Plan Y (2008/2010).

Prêmios: Vencedores do Prêmio CIFO (2010); Vencedores do Prêmio Sérgio Motta de Arte e Tecnologia (2009).

ONDA

RE-INSPIRAÇÃO

COMPARTILHE