moderna ou contemporânea?

É comum haver uma confusão entre termos como moderno e contemporâneo, principalmente quando nos referimos às artes.

O termo Arte Moderna é genericamente usado para designar a maior parte da produção artística existente entre o fim do século XIX até meados dos anos 70, apesar de não haver nenhum consenso geral sobre esse período, enquanto que a produção mais recente da arte é chamada freqüentemente de Arte Contemporânea (ou arte pós-moderna, como também é conhecida).

A arte moderna se refere a uma nova abordagem da arte em um momento no qual não mais era fundamental que ela representasse literalmente a natureza das coisas, como através da pintura e da escultura. O advento da fotografia fez com que houvesse uma diminuição drástica na demanda por certos meios artísticos tradicionais e os artistas passam a experimentar novas visões, através de idéias inéditas sobre a natureza, os materiais e as funções da arte e, com freqüência, caminhando em direção à abstração.

A partir de meados das décadas de 60 e 70, notou-se que a arte produzida naquele período já não mais correspondia à Arte Moderna do início do século XX. A Arte Contemporânea está relacionada com à ideia de Pós-Modernidade pela suas infinitas, diversificada e amplas formas de se representar e tomar corpo. Vídeo arte, performances, exposições sensoriais: tudo se torna passível de representação na arte contemporânea, caminhando em extremos, inclusive.

A Arte Contemporânea trata das questões sociais, políticas, filosóficas e subjetivas. Seus temas, críticos, trabalhados esteticamente na obra de cada artista, são, por exemplo: a questão do feminino, da autoria, do mercado de arte e outros, etc. Suas infinitas traduções geram uma representação de um momento múltiplo de sentidos e fragmentado de representações, como é o mundo atual.

Eis um dos caminhos para responder a pergunta, moderno ou contemporâneo?

 

para saber mais:

COMPARTILHE

OUTRAS DO BLOG