Manual do Viajante do Tempo

ONDA#12

Durante toda a ONDA#12 – HOJE, investigamos as diversas maneiras como podemos responder a seguinte pergunta:

Como se relacionar com o tempo em sua nova disposição?

O tempo hoje é cada vez mais fugidio, como os grão de areia que escorrem por uma ampulheta ou que tentam ser apreendidos pela mão, mas escapa por entre os dedos. No tempo, o homem encontra sua última barreira ainda insuperável.

Selecionamos algumas das re-inspirações para ajudar quem quer se aventurar pelo tempo.

1. Tarkovski esculpindo o tempo

Andrei Tarkovski foi um grande gênio do cinema. Conheça algumas de suas concepções artísticas e filosóficas e como sua visão única acerca do tempo influenciou seu pensamento e produção cinematográfica.

2. Kintsukuroi: o tempo em marcas de ouro

O que escondemos e o que deixamos mostrar diz muito sobre quem somos. Conheça o Kintsukuroi, a arte de reparar cerâmicas quebradas com a aplicação de ouro. As marcas deixadas pelo tempo nos credenciam ao que alcançamos no presente.

3. tudo ao mesmo tempo agora

“A indústria cultural se aproveita da efemeridade do conteúdo para renovar o consumo do que é produzido. Um conteúdo, que na verdade, é sempre o mesmo.”

Partindo da reflexão levantada pelo professor e filósofo Rúrion Melo durante os DIÁLOGOS DE ABERTURA da ONDA#12, e unindo-a com a nossa inquietação criamos uma pesquisa audiovisual que reflete sobre a quantidade de conteúdo produzido na era digital.

4. você é o relógio

“Carregamos nas nossas costas o fardo de constituir o significado do que é o tempo” – Rúrion Mello

A partir dessa provocação, encontramos em “Faraway, So Close” (1993), de Win Wenders e algumas possíveis definições para nos ajudar a entender a medida de como encaramos o tempo.

5. Hawking e o fim do tempo da terra

Stephen Hawking é um genial físico teórico e cosmólogo inglês. Seu olhar para o futuro, no entanto, se caracteriza pela viés apocalíptico (ou realista, se preferir). Em entrevista recente, afirmou que o ser humano pode ser extinto em 30 anos devido ao excesso de população e às mudanças climáticas e a única solução seria uma radical mudança: a colonização de outros planetas.

6. dossiê Nolan

Christopher Nolan é um dos mais bem sucedidos diretores do cinema americano do século XI. Uma das questões particulares de sua autoria é a reformulação das estruturas temporais consolidadas, criando novas perspectivas.

Selecionamos quatro de seus filmes e analisamos como o TEMPO se comporta em cada um deles!

7. o velho, a árvore e o relógio

Uma reflexão sobre as perspectivas, aristotélicas, agostinianas e heideggerianas sobre o tempo e a percepção humana a partir de um pequeno conto.

8. “o homem dourado”, por Phillip K. Dick

“The Golden Man” é um conto escrito pelo autor norte-americano Phillip K. Dick e publicado pela primeira vez em 1954. O conto se passa numa realidade em que a humanidade se sente ameaçada com o surgimento de “mutantes” – ou desviantes como os chamam na história – e que, seguindo a natureza humana, os caça, estuda e mata. Cris, o protagonista, é um mutante que tem a percepção temporal alterada: sua visão de futuro se estende pelo tempo, enquanto seu passado é nebuloso.

9. forma, conteúdo, teatro

“The Golden Man” é um conto escrito pelo autor norte-americano Phillip K. Dick e publicado pela primeira vez em 1954. O conto se passa numa realidade em que a humanidade se sente ameaçada com o surgimento de “mutantes” – ou desviantes como os chamam na história – e que, seguindo a natureza humana, os caça, estuda e mata. Cris, o protagonista, é um mutante que tem a percepção temporal alterada: sua visão de futuro se estende pelo tempo, enquanto seu passado é nebuloso.

10. é tudo verdade?

A ilusão de que o filme é capaz de representar a verdade em sua totalidade.

11. a noção do gosto

Diz o senso comum que gosto não se discute. Pierre Bourdieu discorda. Respeitado sociólogo francês criou uma aprofundada (e muito discutida) teoria para explicar como a relação entre o sujeito e a arte é mediado por uma série de fatores externos.

12. pós-verdade, definitivamente

O termo ‘Pós-Verdade’ foi escolhido a palavra do ano de 2016 pela universidade de Oxford. Seu uso, que remonta a década de 1990, explodiu no ano passado e se estabeleceu no nosso vocabulário. Entenda, definitivamente, o que significa o fenômeno da ‘pós-verdade’ e como ele pode influenciar o nosso futuro político.

13. The Nitrate Picture Show

O Nitrate Picture Show é um festival dedicado a conservar a projeção cinematográfica em seu brilho original, exibindo filmes em cópias de nitrato de celulose. No entanto, um método abandonado devido a sua alta periculosidade.

Conheça o “festival de cinema mais perigoso do mundo”.

14. sonho e cinema

O que as pessoas sonhavam antes de existir cinema? Uma análise sobre o universo onírico e a sétima arte que, por mais que apartados, trabalham com o mesmo ímpeto e propósito.

15. cultura sampler

A capacidade de tomar uma gravação do passado para reinterpretar e reproduzir de uma nova maneira, é uma das formas de criação artísticas da ONDA#12 – HOJE.

A cultura sampler é composta por mistura de movimentos artísticos da história (romantismo, dadaísmo, etc) com o objetivo de criar uma expressão própria.

16. Proust questionnaire

Ao responder essa lista de perguntas você revela a sua verdadeira natureza humana.

17. ordem e rdmeo

É necessário compreender os limites humanos para controlar a natureza e o tempo. quando não compreendemos, criamos simulações e simulacros, cada vez mais frágeis.

18. arte no campo de batalha

O Terceiro Reich, ao tomar como ideal a arte clássica alemã, criou uma tradução visual da superioridade ariana. Hoje as recentes manifestações nos EUA e no mundo que fazem apologia ao ódio e intolerância também usam a arte como forma de veicular ideais fascistas como por exemplo as traduções da distopia autoritarista em forma de música eletrônica do Trumpwave e o Fashwave.

19. a conquista do tempo

Conheça o Transumanismo, movimento intelectual que identifica, na união do humano e do científico, a forma de aperfeiçoar o corpo humano com o que há de mais avançado na tecnologia, até chegar a sua forma final e imortal.

As questões morais e éticas parecem ser cada vez mais a única barreira que separa o homem da conquista do tempo.

20. o Branco e o Augusto

Os Clowns permearam a história com irreverência e subversão. Eles não são um personagem, mas uma vivência. Conheça mais sobre eles.

Exatamente
Procurar Titulos
Procurar no Conteúdo
Procurar nos posts
Procurar nas Páginas
Filtro por Categorias
Adestrador
Advocacia
Ambientalismo
Animação
Antropologia
Arquitetura
Arte Urbana
Artes Plásticas
Artistas
Biblioteconomia
Cenografia
Colaboradores
Coreografia
Curadoria
Curta-metragem
Dança
Desenho
Design Gráfico
Digital
Documentário
Dramaturgia
Editor
Empreendedorismo
Escultura
Exposição
Figurino
Filosofia
Fotografia
Galeria
Games
Gastronomia
Iluminação
Ilustração
Improvisação
Inspirações
Instalação
Intervenção Urbana
Jornalismo
Lettering
Literatura
Longa-metragem
Maquiagem
Marcenaria
Materiais
Moda
Modelo
Museu
Música
Palestras
Parceiros
Pedagogia
Performance
Pesquisa
Pintura
Poesia
Política
Processo Criativo
Produção
Projeção Mapeada
Psicologia
Psiquiatria
Publicidade
Saúde
Série
Sociologia
talentos
Tape Art
Tatuagem
Técnicas
Teologia
Terapia
Time
Video Arte

OUTRAS DO BLOG