esculturas gigantes

Os trabalhos de dois dos mais proeminentes escultores do século XX, Anish Kapoor e Richard Serra, estão longe de serem passivos.

Dois artistas cujos trabalhos, em algum ponto de suas carreiras, voltaram-se para o mesmo tema: a mudança de perspectiva mandatória.

A escala monumental de algumas de suas obras obriga o espectador a andar ao redor delas, o que significa que para obter o efeito máximo, é necessário pôr-se em movimento, não só através do espaço, mas também através do tempo. E isso é precisamente o que os artistas querem: forçar uma mudança de perspectiva em quem vê suas obras. 

Richard Serra. The Matter of Time. 1994-2005. Ferro. 130 x 24 m. Guggenheim Museum Bilbao (Bilbao, Spain).

Percorrer estes labirintos de ferro é uma experiência que permite interagir com o espaço. A escala, depuração e a elegância com que molda o ferro, fazendo-o parecer incrivelmente leve e flexível, são suas marcas registradas. 

Anish Kapoor. Cloud Gate. 2006. Aço inoxidável. 10 x 13 x 20 m. Millenium Park (Chicago, United States).

Inspirada pelo mercúrio em estado líquido, a superfície da escultura reflete e distorce o panorama urbano da cidade.  Os visitantes podem andar ao redor e mesmo debaixo, já que o arco tem 3,7 m de altura. Na zona inferior está o “omphalos” – umbigo, em grego -, uma câmara côncava que altera e multiplica reflexões. 

Download Nulled WordPress Themes
Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
udemy course download free
download samsung firmware
Download WordPress Themes Free
download udemy paid course for free