duplas de diretores

A figura do diretor é comumente confundida com a do gênio centralizador e autoritário.

Talvez essa seja uma herança do pensamento crítico dos jovens turcos (Godard, Truffaut, Rivette…) da revista Cahiers du Cinéma nos idos anos 50. Eles defendiam ferozmente a figura do realizador cinematográfico, encontrando nele, a questão fundamental da autoria: era o único modo possível de superar o poder dos produtores e dos estúdios, os donos dos filmes. O cinema deveria de ser uma escrita pessoal, única e inconfundível, em que a câmera substituia a caneta.

Recentemente, temos nos deparado com o fenômeno de filmes dirigidos em duplas ou coletivos, desconstruindo ou reformulando esse conceito tão arraigado na cultura cinematográfica. Separamos alguns exemplos e procuramos entender como esse trabalho tão particular, pode ser compartilhado.

Irmãos Lumiére

Ironicamente, a própria história do cinema nasceu nas mãos de uma dupla de diretores. Os irmãos Auguste (1862 – 1954) e Louis Lumière (1864 – 1948) realizaram a primeira sessão de cinema em 28 de Dezembro de 1895 no Grand Café, localizado no Boulevard des Capucines, em Paris. Na ocasião, exibirão dez filmetes de poucos minutos para um público de 33 pagantes. Os primeiros espectadores da história do Cinema.

Filhos de Antoine Lumière, fotógrafo e fabricante de películas fotográficas, os irmãos eram engenheiros, e Auguste também gerenciava a fábrica da família. Apesar do sucesso com a divulgação do invento, os irmãos acreditavam que era apenas um instrumento para uso científico que não teria futuro comercial.  Teria ele dito que “O cinema é uma invenção sem futuro”.

Irmãs Wachowski

As irmãs Lilly (1967) e Lana Wachowski (1965) tornaram-se mundialmente reconhecidas pela trilogia Matrix, filmes que dirigiram, roteirizaram e produziram em dupla. Além disso, escreveram o roteiro de V for Vendetta e realizaram filmes como Cloud Atlas, Jupiter Ascending e, atualmente, estão na série Sense8.

Elas são famosas por manter sua privacidade e discrição, rejeitando dar detalhes dos seus filmes ou expor suas intenções em entrevistas. A dupla, que começou escrevendo histórias em quadrinhos, possui um estilo predominantemente pop, além de flertar constantemente com o gênero de ficção científica.

Irmãos Coen

Joel David Coen (1954) e Ethan Jesse Coen (1957) são cineastas estadunidenses. Eles escrevem, produzem, editam e dirigem seus próprios filmes conjuntamente. Eles frequentemente alternam os créditos para seus roteiros enquanto compartilham crédito para edição com o pseudônimo Roderick Jaynes.

Os irmãos são conhecidos pelo seu humor peculiar e seus filmes mais conhecidos são: Fargo, No Country for Old Man e True Grit. Além do hit cult The Big Lebowski.

Straub – Huillet

O casal Jean-Marie Straub (1933) e Danièlle Huillet (1936 – 2006) realizaram mais de 20 filme em sua trajetória de mais de quarenta anos. Seus filmes são conhecidos pelo rigor formal e fiéis adaptações de obras históricas, além de um radical posicionamento politico. Antígona, a peça de Sófocles, de larga importância para a cultura ocidental, é um dos casos bem sucedidos dessa estratégia.

A morte de Danièlle Huillet, em 2006, pôs fim a dupla. Era ela quem montava os filmes do casal, rico processo registrado por Pedro Costa no documentário ‘Onde Jaz o Seu Sorriso?’.

Generic selectors
Exatamente
Procurar Titulos
Procurar no Conteúdo
Procurar nos posts
Procurar nas Páginas

OUTRAS DO BLOG

Download WordPress Themes Free
Download Nulled WordPress Themes
Free Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
online free course
download intex firmware
Download Premium WordPress Themes Free
free download udemy paid course