cultura sampler

Do inglês temos três definições distintas, porém similares:

  • Sample – traduzindo, seria o mesmo que amostra e pode se referir ao trecho de uma música.
  • Sampling – mistura de amostras, no caso da música pode ser a mixagem de diversos estilos e ritmos diferentes em uma mesma trilha.
  • Sampler – é o nome de um software que armazena diversos samples e que podem ser reproduzidos posteriormente.

A cultura sampler é composta por mistura de movimentos artísticos da história (romantismo, dadaísmo, etc) com o objetivo de criar uma expressão própria. DJs e VJs são dois exemplos de artistas que surgiram na era sampler, ao passo que a pintura, escultura, escrita e outras artes foram adaptadas e reconfiguradas.

Muitos DJs desenvolveram uma releitura própria de obras do passado e passaram a adapta-las. Um exemplo deste anacronismo é a obra “Felling Good”, gravada originalmente por Nina Simone foi apropriada e relida pelos músicos Vintage Culture e Chemical Surf. No cinema, o filme “O Artista” de Michael Hazanavicus faz uma brincadeira entre o conflito do cinema mudo e o cinema falado, mas com roteiro e técnicas recentes.

O adaptar o passado para os dias de hoje é também em mostrar que os eventos se repetem na história da humanidade. A fotógrafa Cindy Sherman fez uma paródia fotográfica da pintura de Michelangelo “O pequeno baco doente”. A original mostrava um Baco com hepatite, já a obra de Sherman mostra um Baco com AIDS, que se espalhava rapidamente na época.

A cultura sampler é uma extensão do período em que vivemos, onde a mistura não conhece barreiras criativas. Adaptamos o passado e revemos nossas intenções para o futuro, e agora, vivemos na crise do presente.

Generic selectors
Exatamente
Procurar Titulos
Procurar no Conteúdo
Procurar nos posts
Procurar nas Páginas

OUTRAS DO BLOG