através do olhar delas

Como muitos meios, o do fotojornalismo pode ser uma área cruel para as mulheres. A seletividade infundada pelo trabalho dos companheiros do sexo masculino faz com que este meio seja especialmente desafiador para elas, que precisam provar duas ou três vezes o seu valor. 

Elas têm um papel de destaque no desenvolvimento de técnicas e na documentação fotográfica de momentos importantes da história mundial. Conheça 5 fotojornalistas que escreveram e escrevem essas páginas com olhar e luzes.

Gerda Taro, Alemanha

Gerda (ou Robert Capa) cobriu a Guerra Civil Espanhola e morreu no exercício da função durante a guerra. Ela e seu noivo Andre Friedman criaram o pseudônimo Robert Capa (um suposto fotógrafo americano), a quem creditavam suas próprias fotos e as vendiam para ganhar mais dinheiro, pois sabiam que uma personalidade estadunidense os forneceriam mais credibilidade. Entretanto, a farsa durou pouco na França. Friedman assumiu o nome e Gerda Pohorylle torna-se Gerda Taro.

Seu trabalho é impecável tanto pela técnica quanto pela coragem de colocar a câmera em primeiro lugar. A alemã encarregou-se de capturar a guerra pelo ponto de vista dos civis, e serviu como uma janela para a vida de pessoas que ficaram em suspenso no meio da intolerância e do caos.

Catherine Leroy, França

Ela venceu diversos prêmios e ilustrou a história da Guerra do Vietnã para a LIFE Magazine. Cobriu diversos conflitos no Norte da Irlanda, Somália, Afeganistão, Iraque, Irã, Líbia e Líbano. Ela trabalhou para a United Press Internacional e a Associated Press.

Mesmo em conflitos, ela tentava capturar o cotidiano, não apenas corpos ensanguentados ou soldados em ação.

Asmaa Waguih, Egito

Fotógrafa da Reuters, Asmaa fotografou como freelancer no Iraque por 3 anos, cobriu a revolução da Líbia, e protestos no Egito. Também esteve em Gaza, Paquistão e Síria. Em 2012 ela ganhou o prêmio da Reuters de Fotojornalista do ano.

Ele vive no Cairo.

Malin Fezehai, Suécia

A fotojornalista passou a maior parte de sua carreira documental retratando uma das questões mais atuais, a do exôdo de pessoas. Entre imagens de refugiados de clima e de conflitos, seu trabalho é o desenvolvimento de um olhar sutil, sensível e pessoal.

Georgina Goodwin, Quênia

A fotógrafa tem 10 anos de experiência de documentação na África, incluindo a cobertura do aumento de câncer no continente, mudança do clima, anti-caça de animais e religião. Seus trabalhos já foram publicados no New York Times, Newsweek, Reuters, The Guardian e outros.

É representada pela International Photographer’s.

ONDA

Generic selectors
Exatamente
Procurar Titulos
Procurar no Conteúdo
Procurar nos posts
Procurar nas Páginas

OUTRAS DO BLOG

Premium WordPress Themes Download
Download WordPress Themes Free
Download Nulled WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
lynda course free download
download micromax firmware
Premium WordPress Themes Download
udemy course download free