A musa na arte digital

A musa existe em todo o lugar que espaço da criação, desde a Grécia Antiga.

Em 1968, um empregado de uma das maiores companhias de tecnologia comunicacional dos Estados Unidos da América encontrou sua musa em um sistema operacional e causou uma revolução no campo da arte.

Ken Knowlton usou somente algoritmos do ASCII, sistema da Bells Lab, companhia que trabalhava, para criar a obra “Nude“, lançada naquele ano.

O ato foi pioneiro na arte digital e a obra apareceu na primeira página do periódico norte-americano New York Times como sendo o primeiro nu a aparecer no jornal.

Na época, a obra não foi considerado arte. A herança academicista persistia.

Porém, como todas as musas, Nude é atemporal. Knowlton se consagrou como artista plástico. E sua obra, cara academia, é arte.

Sem a musa, não existe arte. Ele está na paleta de Rafael e nos algoritmos de Knowlton.

Uma entidade que suscita na inspiração e aflora na ponta do pincel.

O espaço da arte é aquele em que o artista pode criar sem encontrar barreiras. Os únicos muros são aqueles erguidos pelo habitus da sociedade.

Mas o artista não deve encontrar muros. Não para impedi-lo de fazer arte.

Exatamente
Procurar Titulos
Procurar no Conteúdo
Procurar nos posts
Procurar nas Páginas
Filtro por Categorias
Adestrador
Advocacia
Ambientalismo
Animação
Antropologia
Arquitetura
Arte Urbana
Artes Plásticas
Artistas
Biblioteconomia
Cenografia
Colaboradores
Coreografia
Curadoria
Curta-metragem
Dança
Desenho
Design Gráfico
Digital
Documentário
Dramaturgia
Editor
Empreendedorismo
Escultura
Exposição
Figurino
Filosofia
Fotografia
Galeria
Games
Gastronomia
Iluminação
Ilustração
Improvisação
Inspirações
Instalação
Intervenção Urbana
Jornalismo
Lettering
Literatura
Longa-metragem
Maquiagem
Marcenaria
Materiais
Moda
Modelo
Museu
Música
Palestras
Parceiros
Pedagogia
Performance
Pesquisa
Pintura
Poesia
Política
Processo Criativo
Produção
Projeção Mapeada
Psicologia
Psiquiatria
Publicidade
Saúde
Série
Sociologia
talentos
Tape Art
Tatuagem
Técnicas
Teologia
Terapia
Time
Video Arte

OUTRAS DO BLOG