3% e o sucesso na internet

A internet surgiu como uma promessa de descentralização de conteúdos e, consequentemente, de produção.

Esse processo, um pouco mais demorado do que o esperado, começa a reverberar nas mídias tradicionais de diversas maneiras. No Brasil,  o mais bem sucedido caso é o da série 3%, que teve um piloto postado no YouTube e causou comoção nas redes. Através de apelo do público, a web série chamou a atenção da Netflix, que produziu sua primeira temporada, transmitida pelo serviço de streaming.

A primeira temporada, lançada em 2016, obteve sucesso internacional, se tornando um exemplo de sucesso de série estrangeira transmitida internacionalmente, sendo a primeira série original produzido pela Netflix no Brasil. Quem afirma isso é o chefe de programação da Netflix, Ted Sarandos, em entrevista para o IndieWire:

 “Temos uma produção original brasileira, 3%, que é inteira em português, com legendas em inglês, e o elenco todo brasileiro assistida por milhões de pessoas nos EUA. Dentro de um contexto de uma TV a cabo, por exemplo, seria um sucesso gigantesco. O mesmo vale para Narcos, que 85% falado em espanhol”.

Mas qual é o segredo para o sucesso? Como conseguir transportar-se de uma mídia alternativa para uma tradicional? Ted Sarandos aponta para uma resposta possível:

“Quando você acerta na forma de contar a história, é incrível como essas séries viajam globalmente. 13 Reasons Why, por exemplo, foi assistido no mundo todo, e proporcionalmente”

Para além do sucesso virtual, o sucesso nas mídias tradicionais, como TV e cinema pode se tornar uma possibilidade real.

OUTRAS DO BLOG